Mudei o feed Instagram

sábado, 18 de junho de 2016

Como e porque mudei o feed do meu Instagram?
Mudei o feed porque não estava satisfeita como ele estava. Colocava imagens sem pensar se ia ou não ficar bem, colocava imagens mais para divulgar o blog do que propriamente para usar o Instagram. Uso o facebook, e recentemente o snap chat (Beatrizc93), para divulgar e informar-vos sobre vários assuntos do meu dia a dia. No Instagram tenho feito aquilo que mais gosto, fotografar de uma forma simples e bonita.
Sempre gostei de fotografias claras, bem iluminados, estilo high key, então decidi pegar nisso e organizar o meu feed. Hoje olho para o meu Instagram e adoro, identifico-me. 



Como fiz para mudar:
Primeiro pensei num estilo que identifico-me, depois fiz vários testes com imagens, comecei a organizar e a publicar.



Se quiserem posso fazer um vídeo a falar sobre o meu feed e como edito as imagens.
Espero que tenham gostado do post. Beijinhos.

11 comentários

  1. Também adoro fotos claras com contraste de cor, ficam lindas!

    Marta Rodrigues, Majestic

    ResponderEliminar
  2. Ficou muito bonito!!
    Eu amo feed mais branquinho, mas o meu sempre fica colorido porque amo fotos de paisagem!

    Boutique de Clichês

    ResponderEliminar
  3. Adoro! :)
    http://bloguedacatia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Ficou mais bonito e organizado! :)
    Segui o blog!
    Beijinhos

    http://riscos-e-rabiscos15.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Agora está com um ar muito mais clean, gosto! Adoro esse tipo de feeds claros!

    Beijinho, lookingfor-more

    ResponderEliminar
  6. Saber essas dicas em vídeo seria ótimo. Adorei o post.
    O feed atual ficou bem organizado. Parabéns!

    Beijos,
    Blog Jovens Mães

    ResponderEliminar
  7. Uauuu...se dantes estava bem, o "depois" é perfeito! Parabéns Beatriz.
    Que qualidade incrível se encontra por aqui.
    E quero esse vídeo sim:)
    Beijinhos
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ResponderEliminar

© Believe. Todos os Direitos Reservados | Beatriz Couto .